(RESENHA) O Caçador de Pipas

Hey.
Oi gente. Até agora só postei um livro lá na livraria, e explico porque. É que eu irei postar eles, gradativamente, quando eu os for lendo. E o último livro que li me tomou algum tempo, já que eu achei a leitura um tanto quanto cansativa. Por isso só estou postando agora, porque terminei de o ler essa tarde.
O livro em questão é O CAÇADOR DE PIPAS. Pra ir direto ao ponto, vou dizer o seguinte, o livro é mega DEPRESSIVO. Portanto, realmente não aconselho àqueles que não gostam de histórias muito tristes a pegar esse livro. Do início ao fim este livro trata de situações tristes, agoniantes, depressivas e de indignação.
O livro conta a história de Amir, que morava no Afeganistão quando era pequeno, com seu pai e seus empregados Ali e seu filho Hassan. Amir se muda com o pai para os Estados Unidos em uma certa parte do livro, lá pelos seus dezoito anos. E então em outra parte mais adiante, quando recebe o chamado de um velho amigo de seu pai, Rahim Khan, ele descobre algo crucial sobre seu passado, e também tem a chance de arrumar uma burrada que havia feito quando ainda era pequeno. Mas isso só acontece lá no meio do livro, ou seja, a primeira metade é um tanto entediante, tirando as partes chocantes, porque conta a infância de Amir. Mas já o final fica mais legal porque é a parte em que Amir está tentando recuperar um passado perdido.
O fim, vou ser sincera, não foi surpreendente e nem muito legal, mas foi um fim aceitável pra um livro que não era de mistério (afinal livros de mistério SEMPRE tem que ter um final surpreendente).
O livro é bom pelo fato de saber descrever bem suas personagens, e lhe fazer sentir na pele de cada uma. Faz você sentir suas dores e arrependimentos, seus sonhos e suas culpas. Tudo em grandes doses de melancolia e tristeza. Sim, fiquei bem chatinha quando li o livro, porque o achei muito triste, e principalmente (como diz uma amiga minha) por saber que aquelas coisas realmente acontecem no Afeganistão.
O resumo da leitura seria o seguinte: bem chocante, triste, nada surpreendente, mas aceitável e bom pra quem gosta desse estilo, um tanto quanto realista, tratando da vida real mesmo, sem amores à primeira vista nem “… e viveram felizes para sempre!”. É, foi um livro legal, mas não ao ponto de me fazer ver o filme. Acho que iria ficar seca de tanto derramar lágrimas.
Bem, é isso, mas quem aguenta histórias tristes, leiam que irão gostar.
Anúncios

4 pensamentos sobre “(RESENHA) O Caçador de Pipas

  1. "Por você, faria isso mil vezes" – a frase marcante do livro. Li esse livro em 2008, na época em que eu me interessava por capas primeiramente heheMas eu gostei do livro, apesar de toda essa tristeza e melancolia que você falou. O filme não foi tão bom assim, mas se for comparar, não tem como.;*

  2. Concordo com você. Não é aconselhavel que pessoas com depressão o leiam, pois talvez resolvam acabar com a vida de uma vez. :S hsuahsua /medo'Não, mas falando sério… O livro é ótimo, mas nos faz sofrer com os personagens, como você disse. Por isso, não tenho coragem e nem vontade de lê-lo novamente.Mas é, com certeza, uma jóia na literatura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s