(CONTO) Ligação interrompida

Em uma cabine telefônica, eu, a lembrança de você e a nossa conversa inexistente. O eco do seu último Alô! invade minha audição e se aloja em meus pensamentos, junto com as memórias todas que me levam a você.
Ponho a mão do telefone, tiro-o do gancho e encaro os botões. Devo ligar-te? Ou devo esperar pelo toque do meu celular avisando que é você? A moeda em minha outra mão, faz a mesma suar. Suspiro e ponho o telefone de volta no lugar.
Retiro novamente, ponho o fone no ouvido e fico escutando aquele TU-TU-TU ininterrupto e perturbador. Novamente o fone encontra o gancho.
Dessa vez é pra valer. Levo a mão ao telefone, pego-o, ponho em meu ouvido, jogo a moeda lá dentro, e hesito um pouco antes de discar seu número. Mas ao invés de ouvir sua voz no outro lado da linha, ouço uma batida na porta atrás de mim… Não pode ser!
Ao me virar eu dou de cara com… Você! A sensação que tenho ao ver seu rosto é muito mais agradável do que se tivesse apenas escutado sua voz.
Solto o telefone, que fica pendurado pelo fio, enquanto você entra na cabine comigo. Nos olhamos por um breve instante e não há palavras que precisem ser ditas. Tempo de mais já foi desperdiçado com tentativas ilusórias para explicações desnecessárias.
Entregamo-nos ao que realmente importava naquele momento.
 
 
Anúncios

6 pensamentos sobre “(CONTO) Ligação interrompida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s