(TEXTO) Invisível(mente)

Há um lugar, escondido de qualquer pessoa, onde guardo tudo o que sei. Esse local pequeno, mas muito espaçoso, que se oculta em meu ser, carrega toda minha vida.
Ali guardo segredos. Aqueles que não posso confessar a ninguém. Que às vezes gritam enlouquecidos querendo sair, mas se arrependem e, recolhendo-se à sua insignificância, silenciam-se e adormecem novamente. 
Há também, neste sagrado local, desejos. Vontades reprimidas, anseios contidos. Que esperam por uma pequena chance que os faça vir à tona. 
Ali existem receios, lembranças e esperança. E guardado em uma sala particular, com uma placa na porta de “Não me reprima”, há o maior tesouro já visto por ele local. A criatividade. 
Esta que nos invade em momentos inesperados, e começa a nos explorar sem pudor algum. A mesma que, se não for na hora que quer, vai embora e nos deixa sem nenhuma recordação sua, a não ser a lembrança de que passou por aqui.
A criatividade que junto com a imaginação, nos fazem criar coisas incríveis. Criar cenários detalhadamente. Vestuários belos e bem acabados. Personagens intrigantes, misteriosos, enigmáticos, ou também aqueles bem fáceis de decifrar. A criatividade que nos motiva a continuar escrevendo, mesmo que não existam mais palavras a serem ditas. 
E tudo isso se encontra em um local muito simples à primeira vista, e complexo ao extremo quando nos aprofundamos um pouco mais. Esse local chamado Mente, que quanto mais é explorado, mais anseia pela exploração. 
 
 
Anúncios

6 comentários em “(TEXTO) Invisível(mente)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s