(RESENHA) Fazendo Meu Filme 01 – A Estreia de Fani

Tudo muda na vida de Fani quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. “Fazendo meu filme” nos apresenta o fascinante universo de uma menina cheia de expectativas, que vive a dúvida entre continuar sua rotina, com seus amigos, familiares, estudos e seu inesperado novo amor, ou se aventurar em um outro país e mergulhar num mundo cheio de novas possibilidades. 
SPOILERS
 
Após muito ouvir falar desta série, através da minha melhor amiga e suas duas irmãs, eu não pude resistir e tive que ler os livros da Paula Pimenta, Fazendo meu Filme. Por enquanto li o 01 e o 02, e esta resenha refere-se ao primeiro livro da série, A Estreia de Fani.
Primeiramente quero agradecer imensamente às três garotas “Ferreira da Silva”, que praticamente me obrigaram a ler esta série, mas que com isso me deram um dos melhores presentes que uma leitora compulsiva pode receber, a oportunidade de conhecer uma história incrível. Juro gente, os livros são maravilhosos.
O primeiro livro conta a história da Estefânia, BEM mais conhecida como Fani, e de seus amigos e familiares. O enredo traz consigo as dúvidas da protagonista quanto a uma oportunidade de fazer intercâmbio para a Inglaterra. Fani se depara com inúmeros questionamentos, e precisa tomar decisões que mudarão a vida dela. O problema maior surge quando ela acaba se envolvendo amorosamente com seu melhor amigo Leonardo, o Leo. É então que o receio de deixar o Brasil, abandonar a família e o novo amor começam a tomar conta da vida dela e a mudar o rumo de sua história.
O livro é encantador, e os personagens mais ainda. Toda a trama até Fani realmente descobrir que Leo a ama e que ela é completamente apaixonada por ele é muito bem elaborada. A cada página que lemos dá vontade de ler mais cinco. Realmente é um livro que nos prende por completo. Sem contar que é uma leitura super boa, pois assim como diversos livros da Meg Cabot – inspiração da Paula Pimenta – a série Fazendo meu Filme trás diversas formas de escrita diferentes da convencional como bilhetinhos, conversas de MSN, cartas, e-mails, etc. Além de que no início de cada capítulo há uma citação de filme – afinal a Fani é fissurada em cinema – que tem a ver com o capítulo que o sucede. O livro é todo interativo e por esse motivo torna-se muito bom de ler.
O romance entre Fani e Leo é belíssimo. Ficamos apreensivos em diversos momentos, agoniados e querendo saber o desfecho da história deles. Ocorrem muitas reviravoltas e a cada uma delas ficamos de queixo caído. Alguns personagens que ajudam para que essas reviravoltas aconteçam são as amigas de Fani: Gabriela, Natália e Priscila. Das três a que eu mais gostei foi a Priscila, apesar de não aparecer tanto assim no livro, ela é uma das personagens mais importantes em relação ao desfecho da história. Natália é meio maluca da cabeça, e ela mostra isto perfeitamente no segundo livro da série, mas esta história fica para uma outra resenha. Já Gabriela é meio na dela. É a melhor amiga da Fani, mas sei lá, não me chamou muito a atenção.
O Leo é um personagem suuuuper fofo no primeiro livro, no segundo me irritou profundamente, mas no final do segundo livro me deixou boquiaberta, outra história para uma outra resenha. Voltando ao livro 01 da série, Leo é atencioso, carinhoso, romântico, não é pegajoso e meloso. É incrível como ele consegue ser tão fofo sem ser irritante, como a maioria dos personagens românticos é. Amei o Leo neste livro, apesar de uma atitude dele que eu não gostei muito, mas que depois ele se explicou e eu entendi perfeitamente. Agora a Fani… sinceramente não sei expressar meus sentimentos por ela. Ela é legal, faz algumas coisas com as quais me identifico, mas eu não sei, não me cativou como tantas outras personagens protagonistas de livro. Achei ela meio influenciável e instável. É muito sobe e desce. Ou está super alegre ou super triste, e na verdade a maioria das vezes ela está super triste. Qualquer coisa é motivo para começar a choradeira. Ela mesma fala no final do livro que chorou de mais durante o ano. Mas ela é uma personagem simpática, gentil, querida, só que não tem nenhuma característica mais acentuada que me faça realmente gostar dela. Tipo, ela é meio água com açúcar. Mas isso não quer dizer que eu não goste dela, pelo contrário, gosto sim, mas não tanto como poderia.
Os demais personagens da história são todos muito legais também, a família da Fani especialmente. São todos tão queridos, divertidos. A sobrinha dela, a Juju, é um amor de criança. O irmão mais novo – que é mais velho – da Fani é divertidíssimo. E a mãe dela é completamente neurótica. A mãe dela foi a que eu menos gostei da família. Tirando alguns personagens como a Vanessa, a bitch do livro, os outros são todos bem legais.
A história do primeiro livro foi incrivelmente boa, tanto é que corri para ler o dois e simplesmente amei também. Agora falta apenas o três e o quatro, mas este último só em Março do ano que vem. O livro está aprovadíssimo, e espero que tenham a oportunidade de lê-lo. A história é encantadora. Como diria a Fani, “Cinco estrelinhas”.
Anúncios

4 pensamentos sobre “(RESENHA) Fazendo Meu Filme 01 – A Estreia de Fani

  1. Carol:Ain sério? Gosta mesmo? *o* Que boooooom :DAin amorzinho, é a mesma coisa que falei pra Laurinha em um post meu aí, sei que estou suuuuper em dívida com vocês e peço milhões de descupas mesmo, até porque eu simplesmente AMO os blogs de vocês. Mas esse meu fim de ano foi mais movimentado que a sapucaí em época de carnaval. não achei tempo pra fazer um monte de coisa que queria. Mas espero que agora com as férias que tirei de tudo, serviço, escola e curso, eu consiga recuperar o tempo perdido e voltar a ativa no quesito leitora. Comentarei tudo o que tiver pra comentar. Não se preocupe. Prometo que não abandonei seu blog ^^Beijões querida :*

  2. Pode agradecer amiga! hsaushauhas Vai dizer, esse livro PRECISA ser lido por todas as garotas como nós, não acha? rsrsAh amiga, fiquei um pouco ofendida por você achar a Fani sem sal, você sabe que eu me identifico muito com ela, demais até. Mas você não me acha tão sem sal, né? :(hsuahsuahuashuasLinda resenha, amiga! ♥

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s