(POESIA) Vocabulário

Adotava um OXENTE daqui,
Aderia ao AH! MOLEQUE de lá,
Caprichava em um BAH bem carregado,
E fechava tudo com um INTÉ muito educado.
Era o FALA SÉRIO! da Fernanda,
O QUE TRI! do Pedro,
O MERECE! da Sofia,
E o ENFIM daquele professor de filosofia…
Herdava tantas gírias de amigos,
Sotaques de conhecidos,
E dialetos de familiares, que era hilário!
Se perdia em seu próprio vocabulário.

vocabulário

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s