(resenha/livro) Diário de uma Paixão

“Não sou nada especial; disso estou certo. Sou um homem comum, com pensamentos comuns, e vivi uma vida comum. Não há monumentos dedicados a mim e o meu nome em breve será esquecido, mas amei outra pessoa com toda a minha alma e coração e, para mim, isso sempre bastou.” Assim tem início uma das mais emocionantes e intensas histórias de amor que você lerá na vida… O livro é o retrato de uma relação rara e bela, que resistiu ao teste do tempo e das circunstâncias. Com um encanto que raramente é encontrado na literatura atual, O ‘Diário de uma Paixão’ de Nicholas Sparks, o consagra como um contador de histórias clássicas, com uma perspectiva excepcional sobre a mais importante e única emoção que nos mantém.

Minha mãe vivia me falando de um tal filme chamado DIÁRIO DE UMA PAIXÃO. Dizia que era lindo e que eu iria adorar. Acabei vendo o filme e simplesmente enlouqueci. A história é magnífica. O amor de Noah e Allie é encantador. E quando descobri que o filme era baseado em um livro, tive que lê-lo. Graças à editora Novo Conceito pude realizar este desejo. Aliás, terá uma promoção do livro em seguida no blog, mas depois eu falo disso. 
Se não me engano, este foi o primeiro livro de Nicholas Sparks que eu li, e confesso que dessa união irá dar casamento, afinal não largarei as histórias dele jamais. Ele é um gênio. Sua forma de escrita é doce, suave e tranquila. Senti-me como se estivesse constantemente entre as nuvens mais sublimes de um céu resplandecentemente límpido.
A retratação do amor existente entre Noah e Allie foi indescritível. É um sentimento fácil, simples e sem dificuldades. Não há brigas entre os dois. Allie ama Noah e Noah ama Allie, isso é o que importa. Este fato é bem diferente do filme, já que nas telas do cinema vimos Allie e Noah demonstrarem o amor um pelo outro em meio a gritos e histeria. Já no livro não é assim.
A famosa cena do beijo na chuva que assistimos no filme não acontece no livro, o que me decepcionou um pouco. Esperava ver toda aquela paixão do filme sendo descrita nas linhas desse maravilhoso livro, porém a cena que li foi bem diferente, mesmo assim não deixou de me transmitir o amor dos dois e a vontade que tinham de estarem juntos. 
Apesar de não ser um enredo surpreendente para mim, já que eu havia visto o filme e conhecido toda a história através dele, o livro me agradou muito. Nicholas fez com que nos apegássemos ao casal principal de tal forma que em certas ocasiões era como se estivéssemos junto a eles nas cenas. Foi como se eu conhecesse a casa que Noah reformou, já tivesse passeado pelo lago em que os dois navegaram, e tivesse vivido toda a minha vida na cidade em que moravam. 
A história é super tranquila de ser lida, é suave e bela. E confesso que acabei apaixonando-me mais ainda por Noah. Ele é lindo, romântico e ama incondicionalmente Allie. O que ele fez por ela lembrou-me o que Henry fez por Lucy no filme COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ. Um livro maravilhoso para nos certificarmos de que amores eternos e verdadeiros existem.

Apoio: 

Anúncios