The Book of Love

As músicas já são parte indispensável em filmes há um bom tempo. Famosas trilhas sonoras conduzem tramas de uma forma incrível e inexplicável. Sendo assim, muitas músicas acabam nos marcando por terem servido como fundo para cenas inesquecíveis no cinema.

Hoje, escutando The Book of Love, de Peter Gabriel, não pude deixar de lembrar da linda cena do filme Dança Comigo?, quando Richard Gere dança com Susan Sarandon. Esta é uma ótima prova de que música e cinema foram feitos um para o outro:

Anúncios

Let Me Love You

Girl:

Now and then, I get insecure

From all the pain, I’m so ashamed.

Boy:

I can see the pain behind your eyes

You’re so mean when you talk about yourself.

You’re wrong!

You’ll never treat yourself right darlin but I want you to.

I just wanna be the one to remind you what it is to smile.

I would like to show you what true love can really do.

When you smile the whole world stops and stares for awhile.

You light up my world like nobody else.

Don’t need make-up to cover up

Being the way that you are is enough.

When I see your face there is not a thing that I would change.

I’m in love with you and all these little things.

Who says you’re not perfect? Who says you’re not beautiful?

You are beautiful no matter what they say.

Words can’t bring you down.

If you ever ever feel like you’re nothing

You’re fucking perfect to me.

You’re amazing  just the way you are.

You’ll never love yourself half as much as I love you.

If only you saw what I can see

You’ll understand why I want you so desperately.

If I let you know I’m here for you

Maybe you’ll love yourself like I love you.

Girl let me love you and I will love you

Until you learn to love yourself.

ImagemMúsicas:

Bruno Mars – Just the way you are

One Direction – What makes you beautiful

Selena Gomez – Who says

Pink – Fuckin’ Perfect

Christina Aguilera – Beautiful

One Direction – Little things

NeYo – Let me love you

Marry Me

– “I can’t think of anybody else who I hate to miss, as much as I hate missing you. So please, give me a hand”… “Marry me”
– “You make me wanna say I do”…  “I want you forever, forever and always. Through the good and the bad and the ugly”…
So girl I can’t buy you a big diamond ring”…
Love, I don’t need those things. I don’t need no ring. I don’t need anything but you with me, cause in your company I feel happy”… “Amor I love you”…
“You love me, I love you harder”
Músicas utilizadas:
. Hey Monday – 6 Months
. Train – Marry Me
. Colbie Caillat – I Do
. Parachute – Forever and Always
. Jake Owen – Don’t Think I Can’t Love You
. Kina Grannis – Valentine
. Marisa Monte – Amor I Love You

Music to my ears

Música: Arte e ciência de combinar os sons de modo agradável ao ouvido.
Uma explicação simples, direta, que é frequentemente encontrada em dicionários. Porém uma explicação acadêmica, fria, que não expressa por completo o significado desta doce palavra.
A música é sim uma arte feita para agradar aos ouvidos, porém ela vai além, ela penetra mais fundo. Ela consegue penetrar na alma. Quando ela toca meus ouvidos se alertam, ficam concentrados apenas naquela incrível melodia. Algumas me fazem chorar, fazendo eu sentir saudades de algo que não possuo mais. Outras me alegram, dão sentido ao meu futuro me fazendo olhar para frente de cabeça erguida. Ainda tem aquelas com gostinho de rebeldia, que me deixam querendo aventura, querendo fugir de todas as regras.
Existem milhares de tipos de músicas, e pra cada tipo existe uma tribo que o escuta. Existem roqueiros, pagodeiros, boemeiros, sambistas, popeiros, funkeiros, entre muitos outros estilos. Cada um se identifica com o seu. O que importa é você conseguir achar aquele, ou aqueles, estilos que lhe agradem, que te façam sentir coisas inexplicáveis. Que te levem para situações que você já vivenciou ou que deseja que aconteçam.
Por isso, da próxima vez que se sentar em algum lugar sem ter nada para fazer, escute uma boa música. Ela acalma, eleva o espírito, te liberta. Sinta ela entrando por seus ouvidos, fluindo por seu corpo, preenchendo cada espacinho vazio. Respire fundo, continue com ela em você. Respire mais fundo, não a deixe escapar. Relaxe. Agora a música jamais sairá de você. Então, viva-a.